PMAL comemora o Dia da Policial Militar Feminina

Em alusão a formatura da primeira turma de policiais femininas da Polícia Militar de Alagoas, o dia 28 de novembro foi instituído como o Dia da Policial Militar Feminina, em Alagoas.

 

A data visa homenagear as 1.115 guerreiras que fazem parte da Briosa, e também todas as outras mulheres que passaram pela Corporação.

 

O Comandante Geral da PMAL, Coronel Wellington Bittencourt, reforçou sobre a importância do reconhecimento e valorização das polícias femininas, que tanto contribuem para a Segurança Pública.

 

“O Comando Geral parabeniza cada mulher da nossa Instituição que de forma brilhante têm cumprido a nossa missão. Temos dado destaques a essas guerreiras em diversos cargos de comando e chefia dentro da Corporação, não apenas como forma de valorização, mas também de reconhecimento” destacou o Coronel Wellington.

 

Mulheres no comando

Atualmente a PM conta com o trabalho de 1.115 mulheres, entre oficiais e praças, que estão na ativa. Uma destas Oficiais é a Major Luciana Leite, formada na turma Aspirantes 1994, que foi indicada pelo próprio Comandante Geral para chefiar a 5ª Seção do Estado Maior Geral, setor de comunicação da Corporação.

 

111583C5 F382 4589 A14D B1137EB134A7

 

“É uma honra hoje está em um cargo de confiança dentro da PM. Nós mulheres estamos cada vez mais conquistando novos lugares. Isso é fruto de uma valorização institucional e do empoderamento feminino”, ressaltou a Oficial superior.

 

A Major Luciana Leite faz parte da turma de Aspirantes de 1994, onde participaram as primeiras oficiais femininas formadas pela Academia de Polícia Senador Arnon de Mello. Um marco para a PM de Alagoas

 

Outra Oficial que ocupa um cargo de comando na PM é a Major Josiene Lima, que desde junho deste ano ocupa o cargo de Comandante do Batalhão de Polícia Rodoviária.

 

3996425B 7A2F 45EE A9B6 77F35E29694D

 

“Hoje é um dia muito importante para nós policiais femininas. Isso significa muita resiliência e perseverança para nós mulheres que entramos em uma Instituição predominante masculina. Para mim a palavra que traduz essa data é ousadia, pois nós não nos conformamos apenas em ficar em uma Companhia Feminina, como era no passado, e lutamos para ocupar e conquistar o nosso espaço”, reafirmou a Major Josiene.


A história

Em 1989, um grupo de 35 mulheres finalizou o primeiro Curso de Formação de Soldados Femininos (CFSd Fem). Outras 11 guerreiras concluíram o de Formação de Sargentos Femininos (CFS Fem). Era a primeira vez que cursos, neste formato, ocorriam em terras alagoanastornando-se um marco na história da Corporação.  


FEE95A68 B89F 4927 8DB2 68739AAFA8C7


O primeiro passo na trajetória da figura feminina na PM de Alagoas, porém, data de 1988. As pioneiras ao oficialato foram enviadas para se qualificarem nos estados de Pernambuco e Minas Gerais, retornando no ano de 1990 para exercerem suas funções na segurança pública. À época, ainda não havia Academia de Polícia em Alagoas.